[ editar artigo]

O que é Mailchimp? Vale a pena?

O que é Mailchimp? Vale a pena?

Quase todo mundo que trabalha com criação de conteúdo para internet já ouviu falar no Mailchimp ou já viu seu simpático mascote: a famosa logomarca com o macaco de boné, dando uma piscada. Simplesmente, o Mailchimp é a ferramenta de e-mail marketing - publicidade enviada por correio eletrônico - mais usada no mundo, e também a preferida no Brasil.

mailchimp logo

O sucesso faz sentido, afinal, são mais de 4 bilhões de contas de e-mail em todos os continentes e mais da metade dos usuários utilizam o recurso diariamente. A questão é que, hoje, o Mailchimp é muito mais que uma plataforma de e-mail marketing. Você quer saber pra que mais serve o Mailchimp? Então vem com a gente.

 

O que é Mailchimp?

O Mailchimp foi criado há exatos 30 anos, em 2001, em uma agência de web design de Atlanta, nos Estados Unidos. Naquela época, surgiu como uma alternativa simples e bem mais em conta que os softwares que existiam na época para a tarefa do e-mail marketing. Foi abraçada por pequenos negócios e, em 2007, já estava consolidada no mercado.

No que diz respeito à sua função original (e-mail marketing!), o Mailchimp tem as funcionalidades necessárias que permitem que você configure os layouts dos seus e-mails, organize listas de contato e agende disparos, porém, desde 2017, o Mailchimp evoluiu bastante. Segundo os próprios desenvolvedores, trata-se de uma “Inteligência de Marketing para grandes ideias”.

como usar Mailchimp

A plataforma de hoje oferece toda a estrutura para montar um negócio do zero: permite que você crie um site e escolha um domínio, organize campanhas de marketing em todos os canais virtuais disponíveis, desde o próprio e-mail às redes sociais, trabalhe no design das suas campanhas e ainda fornece relatórios e insights sobre o seu desempenho. Ter tudo isso dentro de uma mesma plataforma é, realmente, uma mão na roda, porque, além de tudo, ajuda bastante para que as ações aconteçam de forma integrada. Legal né?

 

Como usar o Mailchimp?

Para usar a plataforma, o primeiro passo é criar uma conta e escolher um plano. Caso escolha um plano pago, terá que inserir também os dados para pagamento. Com tudo isso pronto, o próximo passo é responder algumas perguntas sobre a sua ideia ou o seu negócio, inclusive inserir endereço de site e redes sociais, se houver. Com isso resolvido, já é possível estruturar uma primeira campanha de e-mail marketing. Lembre-se de ajustar o fuso horário para a sua região.

como usar o mailchimp

O acesso aos recursos da plataforma vai depender do plano escolhido, mas algumas das principais funcionalidades do Mailchimp

  • Segmentação de lista de contatos;
  • Personalização de e-mail;
  • Automação de envios e testes de e-mail marketing;
  • Criar listas de públicos semelhantes (lookalike);
  • Comunicação com parceiros/público/clientes através de uma ferramenta de gestão de relacionamento (CRM – Customer Relationship Management);
  • Estruturação de formulários de cadastro;
  • Criação de landing pages;
  • Desenvolvimento de artes gráficas, publicações e anúncios para suas redes sociais.

A plataforma ainda oferece mais de 100 templates para e-mail e landing pages, e editor de imagens para as campanhas.

 

O Mailchimp é bom?

Bem, o título de maior plataforma de e-mail marketing do mundo não deve ser à toa, não é mesmo? Fato é que o Mailchimp é uma ferramenta bastante intuitiva e sem muitos obstáculos para a sua utilização, mesmo para quem não tem qualquer intimidade com os recursos oferecidos. A possibilidade de ações integradas, administrando redes sociais, e-mail, formulários de pesquisa e tudo mais em um mesmo lugar, também é uma boa vantagem.

Por falar em vantagem, vale lembrar que o plano gratuito reúne uma grande gama de funcionalidades, o que permite que você ganhe intimidade com a plataforma e impulsione o seu negócio antes de pensar em adquirir um dos planos pagos que, por sinal, também entram nas vantagens, por que têm custo-benefício bastante interessante. A taxa de entregabilidade prometida pela plataforma, ou seja, o volume de e-mails que, efetivamente, chegam ao seu destino final também é excelente, ultrapassando os 95%.

As desvantagens são poucas, mas um dos maiores problemas talvez seja o idioma. Isso mesmo, a plataforma funciona toda em inglês, o que pode ser um grande obstáculo para quem não tem o mínimo de intimidade com a língua. Outra dificuldade identificada durante nossa pesquisa está relacionada ao serviço de atendimento ao cliente (suporte técnico) que, inclusive, só está disponível para os planos pagos, e reúne muitos relatos de demora e dificuldade na resolução dos problemas, e até dificuldade de contato. Quem utiliza o plano gratuito tem que se contentar com os tutoriais.

 

Planos e preços

Como já comentamos, existe um plano gratuito que permite o cadastro de até 2 mil contatos e envio de até 10 mil e-mails por mês, com um limite diário de 2 mil. O plano gratuito inclui CRM de marketing; assistente criativo (ferramenta de design); construtor de sites; domínio Mailchimp; formulários e páginas de destino (landing pages).

preços mailchimp

Nos planos pagos, o valor aumenta proporcionalmente ao tamanho da lista de contatos e ao volume de e-mails enviados diariamente. É importante considerar que, diferente do plano gratuito, os valores oferecidos nos planos pagos básicos (Essentials e Standard) partem de listas de contato bem menores, de até 500. A primeira opção, nesse caso, é o plano Essentials, que custa a partir de US$9,48 por mês (mais ou menos R$55). Além dos benefícios do plano gratuito, o Essentials dá acesso a todos os modelos de e-mail, jornadas em várias etapas, marca personalizada, teste A/B, suporte por e-mail e chat (em inglês).

A opção seguinte ao Essentials é o plano Standard, com valores a partir de US$14,65 por mês (mais ou menos R$85). Aos benefícios do Essentials, o Standard soma otimização do horário de envio, criador de jornada do cliente + pontos de ramificação, segmentação comportamental, modelos personalizados e conteúdo dinâmico.

A última opção, que é também o plano mais caro do Mailchimp, é o Premium, com valores a partir de US$287,78 por mês (mais ou menos R$1.670), que permite segmentação avançada, teste multivariado, relatórios comparativos, licenças ilimitadas e acesso baseado em função, além de suporte por telefone (em inglês). Diferente dos outros dois, o preço do Premium parte de listas de até 10.000 contatos.

 

Acesse o site do Mailchimp para mais informações

 

Você já usa o Mailchimp? Como tem sido sua experiência? Quer começar a usar a ferramenta mas tem alguma dúvida? Comenta aqui ;)

 

Leia também:

 

Viva de Conteúdo
Elaine Villatoro
Elaine Villatoro Seguir

Apaixonada pelas experiências de vida que as viagens proporcionam, Elaine Villatoro é fundadora do blog Live More, Travel More que nasceu em 2014 e desde 2019 é uma empresa de negócios digitais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você